0
  • Nenhum produto no carrinho

0
  • Nenhum produto no carrinho

template certificação vegana

Certificação Vegana: grandes revoluções começam com pequenos hábitos

Compartilhar

Chefel Beleza sensata

A Certificação Vegana facilita a vida de quem já tem o costume de ler embalagens e oferece informação simplificada e acessível para quem não aderiu a este hábio ainda. Além disso, é daquelas pequenas e silenciosas revoluções que vão tomando nossa rotina e nos inserindo em práticas mais conscientes de consumo. 

 

Seja por saúde, preocupação ambiental ou respeito aos animais, o mercado vegano vem crescendo no Brasil e, com isso, a conscientização em torno do próprio consumo e da destinação dos resíduos gerados pela indústria. O número de vegetarianos no Brasil aumentou 75% desde 2012, segundo uma pesquisa realizada em 2018 pelo IBOPE. Apesar disso, existe uma grande demanda de não vegetarianos/veganos que procuram produtos livres de insumos animais e de crueldade.

Segundo a mesma pesquisa, mais da metade dos brasileiros consumiria mais produtos veganos se estivessem melhor indicados na embalagem (SVB). É aí que entram os selos.

A leitura de rótulos de alimento e produtos é um hábito que vai, lentamente, fazendo parte da rotina dos brasileiros. Há uma crescente preocupação com o que está entrando nas geladeiras e prateleiras e com o que todos aqueles nomes complicados nas embalagens significam. Mais do que isso, com a acessibilidade e simplificação desse tipo de informação. A cultura de selos e certificados chega de carona com a gradual conscientização do consumo.

Hoje existem dezenas de tipos de certificação, desde as que atestam que um produto é inteiramente orgânico até as que indicam presença de alergênicos. Mas vamos focar em um nicho específico: as certificações veganas.

Selos ou certificações veganas atestam que determinado produto está livre de matérias-primas de origem animal em sua cadeia produtiva, bem como da realização de testes em animais. O crivo e as condições variam conforme a instituição que emite tais selos. Algumas, por exemplo, levam em consideração se a fabricação é feita em um local onde produtos não veganos são fabricados, podendo entrar em contato com insumos de origem animal.

Vamos imaginar que uma máscara facial vegana é fabricada em um mesmo local (talvez na mesma máquina) que cosméticos que utilizam matérias-primas de origem animal em sua composição. Não há como garantir que a versão vegana não contenha traços de produtos animais.

Esta é uma pauta que atinge, inclusive, quem não é vegano ou vegetariano. Imagine se fosse um produto alimentício e o consumidor tivesse intolerância a lactose? É exatamente por motivos como este que as certificações e os avisos na embalagem indicando a presença de “traços” alergênicos de algumas substâncias é algo crucial.

O exemplo acima ilustra um ponto importante, as certificações não se restringem a determinados nichos. Diversos produtos são englobados: cosméticos, roupas, alimentos, produtos de limpeza, etc.

Isso permite que os consumidores identifiquem produtos veganos sem a necessidade de passar horas olhando letras miudinhas e desvendando nomes técnicos.

Os processos para obtenção dos selos incluem vistorias e pagamento de taxas, talvez, por conta disso, muitos produtos veganos não sejam necessariamente certificados. Contudo, muitas instituições passaram a flexibilizar e tornar mais acessíveis seus processos para certificação. Este é o caso da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e da Veganismo Brasil.

É válido lembrar que as certificações são feitas sobre produtos, e não sobre a empresa diretamente. Isso permite que uma empresa possa oferecer alternativas veganas, ainda que este não seja seu foco.

Nós da Chefel acreditamos que o veganismo e os selos veganos são uma prática vantajosa para todos: consumidores, meio ambiente e animais. Saber a procedência de um produto também é praticar o consumo consciente e fomentar práticas ecológicas, reduzindo danos ao planeta e respeitando todas as formas de vida.

Todos os nossos produtos são certificados e podem ser encontrados nas vitrines virtuais da SVB e da Veganismo Brasil, garantindo que nossos consumidores possam perpetuar esta cadeia de bons hábitos nos menores detalhes de sua rotina.

Deixe um comentário